Escolas da Câmara de João Pessoa e Tribunal de Contas da Paraíba oficializam parceria

por Clarisse Oliveira publicado 13/12/2019 13h48, última modificação 13/12/2019 13h48
Colaboradores: Foto: Ascom TCE-PB
Instituições formalizaram convênio para o compartilhamento e disseminação de conhecimento por meio de cursos promovidos pelas Casas

A Escola do Legislativo da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) formalizou, na manhã desta sexta-feira (13), parceria com a Escola de Contas Conselheiro Tarcísio Silveira (Ecosil), do Tribunal de Contas da Paraíba (TCE-PB), para capacitação de servidores das instituições e de estudantes do programa Estágio-visita Aprendiz de Vereador. 

A assinatura do termo de cooperação técnica ocorreu na sede do TCE-PB, com a presença do presidente da Escola do Legislativo Paulo Eduardo de Sá Barreto e do diretor da Escola de Contas, Carlos Pessoa de Aquino. Paulo Eduardo explicou que a parceria entre as instituições já existe e, com a assinatura do documento, ocorre a oficialização e ampliação do vínculo entre as escolas.

“Temos a formalização de algo que já vem acontecendo e a perspectiva de novos cursos em comum com o Tribunal de Contas. Oficializamos as visitas dos nossos estudantes estagiários do Aprendiz de Vereador; estabelecemos uma reserva de vagas de servidores das instituições em cursos oferecidos pelas escolas, diante comunicação prévia para divulgação em ambas casas; além da abertura do espaço da Câmara, como o auditório, para receber professores indicados pela Ecosil e juntos promover cursos que beneficiem as duas instituições”, detalhou Paulo Eduardo.

Para o diretor da Ecosil, Carlos Aquino, a parceria fomenta o conhecimento e a conexão das instituições a fim de atender interesses comuns. “Nosso convênio tem como objetivo a disseminação da cultura, educação e informação. É a conjugação de esforços em prol de um bem comum, que é o interesse público. Como resultado, vamos não só passar por um processo de aprimoramento e aperfeiçoamento do Poder Legislativo, como igualmente da nossa escola e das instituições públicas de forma geral”, declarou.