Fla Torre alia carnaval, futebol e trabalho social durante 14 anos

por Olenildo Nascimento — publicado 01/02/2017 21h00, última modificação 03/07/2019 09h43
O bloco surgiu com amigos e moradores do bairro que torciam pelo Flamengo, mas com o sucesso da agremiação, foi juntando foliões do todos os times

Há 14 anos, o bloco carnavalesco Fla Torre leva ao bairro a alegria do carnaval, amor ao esporte e trabalho social. Com orquestra de frevo e trio elétrico, a agremiação foi fundada por Luís Almeida, conhecido por Nem, no dia 25 de dezembro de 2003. Segundo o fundador e presidente, este ano as expectativas são que o bloco mobilize cerca de quatro a cinco mil foliões.

De acordo com Nem, o bloco surgiu com amigos e moradores do bairro que torciam pelo Flamengo, mas com o sucesso da agremiação, foi juntando foliões do todos os times. “No primeiro ano, foram muitos flamenguistas, mas nos anos seguintes, muitos outros torcedores se engajaram em prol da alegria no bairro”, relatou.

Com a ideia, os moradores foram além, criaram Fla Torre Associação Recreativa Carnavalesca (Farc) e realizam a festa de São Pedro, o Brega Torre, o concurso da Garota Fla Torre, além de um trabalho social de arrecadação alimentos para a distribuição de cestas básicas a instituições de caridade em datas comemorativas.

“A gente faz um trabalho com muito cuidado, organização e segurança. Convidamos a comunidade que goste da cultura do carnaval para, no dia 18 de fevereiro prestigiar o Fla Torre. Agradecemos o apoio da Prefeitura da Capital e o Folia de Rua, que este ano temos o maior prazer de comemorar 30 anos”, convidou Nem para a concentração do bloco às 18h e o desfile às 21h.

https://www.youtube.com/watch?v=ngnOX9Hbik8